29 abril, 2009

a lenta luz deste poema


Desenho de António Ramos Rosa (2004), caneta tombo em papel A4

Este poema é desenhado com as mãos
de todas as sensações contidas
com os dedos que tocam a grafia desértica da lua
e sentem a leveza branca das montanhas
e a luz vagarosa que se expande

sinto na boca o sabor de um fruto fresco
suspenso em cada sílaba de sal
os meus gestos desenham calmas marés
e nos ombros repousa uma melodia inacabada
quero unir a lenta luz deste poema
às carícias tímidas de um arbusto
que dança levemente com a folhagem

Gisela Ramos Rosa

12 comentários:

PAS[Ç]SOS disse...

Como se fosse uma brisa que passasse para tocar e fazer-se sentir.

casa da poesia disse...

..."os meus gestos desenham calmas marés"...

"as mulheres pensam como uma impensada roseira
que pensa rosas.
Pensam de espinho para espinho,
param de nó em nó."...bem-haja!poetiza.

JMV disse...

Um poema assim deixa-nos qualquer coisa dentro.
Há algum tempo que não lia nada de que gostasse tanto.

um beijinho

betina moraes disse...

a luz,
lenta na projeção,
velox em minha retina, fez foco perfeito no alvo.

belíssimo verso gisela!

um beijo!

Marta disse...

que dizer à «lenta luz deste poema»?
deixar-me ficar nas suas sílabas e demorar-me nelas. muitíssimo.

obrigada, Gisela. tanto.
um beijinho

simplesmenteeu disse...

Dança na folhagem um verso antiga que se entrega ao sonho dos dedos que o desenham.
Estremece, adormece e pensa ser fruto e água.

Porque gostei, voltei
porque voltei, encontrei e adorei.
Palavras em renda de espuma.

Um beijo

© Piedade Araújo Sol disse...

este poema é desenhado com as mãos.

este desenho é um poema digo eu.

admiro e sempre admirei o António Ramos Rosa, não sabia que ele também desenhava.

parabéns e obrigada pela partiha que fazes aqui.

foi muito bom ter descoberto este espaço.

obrigada!

beij

Henrique Dória disse...

Aqui a beleza é serena.Beijos Gisela

Victor Oliveira Mateus disse...

Lindo!

Posso roubá-lo para o postar lá na "Dispersa..."?
Grande abraço.

El Viejo @gustín disse...

Hermoso como tus ojos.

1 abrazo

PD. espero tu visita.

myra disse...

hermosissssssssimo!!!! desenho e tuas palavras!!!!!beijossssssssssss

Martim disse...

querida Gisela

só me ocorre uma coisa

levar vagarosamente este poema ao coração

que bom reencontrar-Vos

Abraço

fr