11 junho, 2010

poema a preto e branco

thirst
© Cheron


repara como a natureza se revela intercalando confidências nas listras que desenham o brio o porte altivo deste animal
ilhas a preto e branco ou se quiseres um jogo de cores que apura a diferença

nota como o contraste entre as cores é natural e fecundo em cada linha
que termina ou circunscreve a pelagem no seu corpo
há um espaço e um clarão na vida deste equídeo
há nele a versão livre de um poema uma métrica que funda um sentido bicolor


repara como nele encontramos o silêncio e um espelho
a água de um animal que sacia a sua sede
.


Gisela Ramos Rosa, 11-06-2010

37 comentários:

Lara Amaral disse...

Texto maravilhoso sobre um feito impecável da natureza!

Abraços.

Gisela Rosa disse...

Obrigada Lara


Realmente esta imagem é reveladora da beleza natural....


Volte sempre, Abraço

dade amorim disse...

A foto perfeita e seu sentido bem captado no texto - um ótimo post, Gisela.

Beijos.

Gisela Rosa disse...

Querida Dade

muito e muito obrigada por suas palavras

bem sei que é grande leitora dos sentidos da palavra, por isso lhe agradeço este comentário

Um abraço

Lídia Borges disse...

"... há um espaço e um clarão na vida deste equídeo
há nele a versão livre de um poema uma métrica de sentido bicolor"

Sem dúvida, um poema como só a Natureza é capaz de escrever.

L.B.

Gisela Rosa disse...

Lídia,

Com o coração lhe agradeço as palavras.
A poesia está na vida, na natureza....


beijinho

Cravo de Carne disse...

Esta foto e este texto são, também a "versão livre* de um poema", como a Gisela faz de forma tão primorosa e emocionante.

* versão livre e fecunda de um poema.

Um abraço com perfume de cravo...

Gisela Rosa disse...

Muito obrigada pelo que diz

sim uma espécie de "liberdade livre" que encontro na imagem/texto


Com perfume de rosa, um abraço

João Menéres disse...

As tuas palavras são de ROSA.

Um beijo GISELA.

gisela rosa disse...

João Obrigada por teres comentado este poema bicolor...

um abraço

myra disse...

palavras lindas sobre este milagro artistico da natureza!!!!
grandisssssimo beijo

Gisela Rosa disse...

sim Myra um milagre da natureza...um beijinho e obrigada

AC disse...

As palavras, certeiras, despidas de acessórios, o anseio pela mensagem certeira...
Um diálogo (palavra/imagem) que se complementa.

Bjs

Gisela Rosa disse...

AC muito obrigada por ter cá chegado.


Sua leitura descobre as palavras desse poema...Obrigada

Tania regina Contreiras disse...

Gisela, tuas palavras nos convidam a ver mais("Repara"...) e, nossa, é verdade, o quanto podemos ver através do olhar da poeta: há mistérios que amanhecem e anoitecem na pele desse ser que olho agora diferente. A precisão das linhas guarda horizontes. Grata por emprestares teus olhos para que eu pudesse ver mais: assim é, de fato, a poesia!

Abraços,
Tânia

Gisela Rosa disse...

Querida Tânia: adorei suas palavras
e muito dessa expressão "emprestar os olhos" o olhar.
ela inspira-me um poema


um beijinho

Amanda Bruna disse...

texto maravilhoso sobre o milagre da natureza e sobre a poesia que ele representa!
gostei muito do seu blog!
E me faço sequidora, beijos!

Gisela Rosa disse...

Amanda

muito feliz por ter cá chegado e gostado

abraço

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Gisela
que verdade, que delícia de caminho.... e penso, não serão assim, mesmo que não de forma tão notória, todos os seres da natureza?

Gisela Rosa disse...

...Sim claro que sim Walkyria, claro que sim

Um beijo e muito obrigada

betina moraes disse...

a imagem contida em: "o silêncio e o espelho" me transportou para algo além do animal, talvez uma coisa que tenha dentro do animal, algo assim como o universo e sua representação em cada detalhe, de cada coisa, micro ou macro.

espetacular viagem em suas palavras.

um beijo.

Gisela Rosa disse...

Betina....o detalhe por certo. Gosto de suas palavras também viajo com elas....um beijinho e tudo o que a palavra pode conter...

Rafael Castellar das Neves disse...

Tão simples...e tão fácil...mas insistimos em complicar...em não ter tempo...

[]s

Em@ disse...

parei por causa da zebra, meu animal preferido e que me habituei a ver correr solto, em manada, até aos 7 anos.tenho tamanha adoração que quando era pequenina dizia que "usava rabo-de-zebra" e não "rabo-de.cavalo", quando me apanhavam o cabelo.
depois detive-me no poema.viajei nas palavras dele e deixei-me embalar na música. resultou tudo perfeito.
obrigada

Graça Pereira disse...

As fotos a preto e branco...seduzem-me! Porque têm mais luz, são mais reais... Têm vida!
Depois...emoldurá-la com este texto fabuloso...resultou num post com ARTE, a todos os níveis...
Passeie pelo teu espaço e o que vi e li...deliciou-me!
Parabens!
Um beijo
Graça

Em@ disse...

Gisela:
Deixei ontem aqui um comentário.
Não ficou?
Um abraço

Fernando Santos (Chana) disse...

Bela imagem...belas palavras...Espectacular....
Um abraço

Canto Turdus Merula disse...

Admirável olhar da alma que, na singular sensibilidade, procura o amplo gesto de comunhão no imenso arco entre o penetrante sentir do ser (Humano) e o espantoso mistério da natureza.

E.A. disse...

É com alguma estranheza que me introduzo neste seu espaço.
Cheguei aqui por acaso, mas ainda bem que cheguei.
Deixo uma palavra de apreciação sincera. Hei-de voltar.

Elisabete

Graça Pires disse...

Conseguio apreciar a imagem e o poema muito para além do que aqui se representa. A vida é assim: a preto e branco, com a nossa imaginação a colori-la...
Um grande beijo.

© Piedade Araújo Sol disse...

com uma foto a preto e branco conseguiu a autora retratar um texto muito rico, lendo todas as suas entrelinhas.

como disse, e bem a Graça por vezes precisamos de colocar um pouco de cor para a vida não ser só a preto e branco.

belissimo texto.

um beijo com sabor a maresia.

gabriela r martins disse...

listagem perfeita ou o complemento directo do texto

( amei )



.
um beijo

Mar Arável disse...

Dois poemas

Enclavinhados

Bj

formaxima.com disse...

Gisela seu blog é espetacular, show, not°10 desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e da sua família
Um grande abraço e tudo de bom
Ass:Rodrigo Rocha

Carmo disse...

Olá Gi, quanta beleza nas palavras e na imagem!!!
Beijinhos e bom fim de semana

Chris disse...

Palavras a preto e branco que a que a poesia dá cor, aquela que cada um quiser... belíssimo este teu poema!
Bjs
Chris

Renata de Aragão Lopes disse...

Se é tão linda,
por que "zebra" é problema? rs

Beijo,
doce de lira