19 junho, 2010

com a raiz e as mãos


New Life
© Farsad Ghaffarian

Haverá sempre uma raiz suspensa no interior do sopro no instante em que imagino ....uma semente, uma asa.... haverá a pedra, a âncora que permite o pão … minério longínquo...o desejo e o alimento da essência que flutua por dentro das lembranças e dos nomes....há também um grão que se ergue em direcção ao sol....o rosto de uma planta a florir na estação das minhas mãos...



Gisela Ramos Rosa, 19-06-2010

30 comentários:

Cravo de Carne disse...

Benditas a sensibilidade, a inteligência e as palavras que nos desafiam a ser mais - "a florir na estação" das maravilhas que é este seu espaço!
Senti como se fosse instigada, provocada até, a ser o que posso ser, em liberdade sem rédea!
Obrigada!
Um cravo rubro para si!

Gisela Rosa disse...

Que maravilha de leitura Cravo

Gosto de raízes porque querem dizer rosto....e vida também.


Um rosa e com o coração

Leonardo B. disse...

[tudo o que dum mar de duas lágrimas, apenas, pode conter: vida e semente de vida por brotar]

Abraço Imenso, Gisela

LB

Menina Marota disse...

"...o desejo e o alimento da essência que flutua por dentro das lembranças e dos nomes..."

e há a raiz do tempo das memórias intrinsecamente guardadas nos grãos que povoam as veias da tua carne e florescem nas tuas mãos.

Um beijo do tamanho da tua sensibilidade.

lobices disse...

...como amante que sou da palavra escrita e da fotografia, não posso deixar de dizer que fiquei fascinado por este espaço
...o meu obrigado pela excelência com que nos presenteias
...um abraço

Tania regina Contreiras disse...

A imagem e as palavras...A imagem arrebata, fala por si, mas as plavras, a raiz suspensa remete-me a uma terra que flutua, uma terra que se abraça ao vento e voa...Desapego que cria beleza.

Bela imagem, belo texto, Gisela...
Abraços,
Tânia

AC disse...

O desejo de construir, o desejo de caminhar, e tão aparentemente ao alcance da nossa vontade.
Lindíssimo!

Bjs

João Menéres disse...

Sou simples carruagem na estação das tuas mãos...
O grifo, tal grão, também gosta de planar ao sol...

Um beijo, GISELA.

anna serrat disse...

Uma maravilla de blog, de lo mejor que he visto. Te felicito y te aplaudo !!!!!
Bravoooo, con toda mi admiración.
Anna

tonhOliveira disse...



FLOReSER!

Grafia da imagem, radical!

be:)os!

Gisela Rosa disse...

vida e semente de vida a brotar Leonardo....Obrigada pelas palavras, Um abraço

menina, sim a leitura é perfeita há os grãos da passagem que se podem renovar se estivermos dispostos a cultivar...um beijinho e obrigada pela sensibilidade!



Lobices, os lobos são também um animal por excelência....obrigada pelo que diz fico sem saber como agradecer....um abraço



sim Tânia é nesse desapego mesmo que estou trabalhando, para que a planta possa medrar...tudo flui... com um beijo e o meu agradecimento pela tua presença neste espaço


a vontade, AC, é mesmo a base de tudo, só precisamos cultivar e compreender...muito obrigada pela visita e palavras aqui na Matriz


João, o Sol é a luz que nos povoa o mais íntimo da alma....que os grãos possam voar em ti, um abraço amigo



Ana Serrat, agradeço imenso as suas palavras....fico estática muitas vezes olhando as mãos que fotografas, mãos de ofício, mãos solidárias, mãos de amor, mãos, vida....un abrazo para ti




Tonho, sua expressão con-cilia...você escreve com imagens desenhadas.....grata, muito grata. Um abraço Flores-Sendo

Dan disse...

Blog muito interessante!
Quero parabenizá-lo!

© Piedade Araújo Sol disse...

e que nas tuas mãos floresca sempre todas as estaçoes possiveis, para continuares a escrever, assim.

belissimo texto/poema.

bom fim de semana!

um beij

Ribeiro Pedreira disse...

haverá sempre um sol a regar as mãos que plantam poesia.

betina moraes disse...

gisela,

a germinação da palavra na tentativa de deixar raízes líricas em um mundo
quase impossível de brotar...

através de sua poesia há um renascer de lirismo.

um beijo.

Lara Amaral disse...

Um poema de regar sementes na imaginação.

Beijos.

myra disse...

uma enorme sensibilade, palavras e foto, maravilha!!!!
beijos e um gde aplauso por todo este teu blog!!!

Hakime Goul Djounoubi disse...

Não apenas pelas imagens incríveis que sempre dão o toque fundamental ao teu blogue, como pela poética suscinta e incrivelmente loquaz que encontro cá... por essas e outras volto sempre, e jamais fico a desejar...

A não ser mais, é claro.
Bom domingo, pessoa linda!

Au revoir.

PS.: a melodia de fundo só completa a arte que já é profunda e sincera. Parabéns.

gabriela r martins disse...

há e haverá sempre novas palavras a sussurrar velhos mistérios.....




amo a semente




.
um beijo

Jose Alba disse...

Genial composición y buen color. Un saludo

Malu disse...

Na verdade sempre haverá sementes coloridas de primavera em nós.
Eu adorei! É pura semente em gestação onde há de floriri algo bom.
Beijinhos

Canto Turdus Merula disse...

Poema emocionante, todo ele, muito mais do que as suas próprias palavras,... uma voz que corre dentro

Renata de Aragão Lopes disse...

"Haverá sempre..."

Um abraço,
doce de lira

Mar Arável disse...

A floração dos sonhos

num simples olhar

com raizes fundas

Bj

Ritinha disse...

Olá! Eu gosto muito do seu blogue!

Beijinhos da Ritinha (11 Anos)

avlisjota disse...

Uma semente enraíza um voo rumo à luz, numa essência que transporto nas mãos...

Olá Gisela é sempre muito agradável, visitar o teu blogue, não só pela escrita mas também pela música, pelas imagens... e é claro "as mãos podem ser o voo"

Bjs e bom fim de semana!

José

SKIZO disse...

Great
Work

good
sources
of
Inspiration

ParadoXos disse...

vou já seguir-te!!

:-)


se há coisa boa nas ultimas horas...
foi ter encontrado estes teus espaços!!

Mirze Souza disse...

Gisela!

Aplaudo o florir da vida através de suas mãos.

Belas imagens gráficas, e música magistral!

Parabéns pela entrevista!

Beijos

Mirze

nydia bonetti disse...

tudo por aqui é muito mais que um sonho... uma beleza de encher os olhos e o coraçâo. beijos.