29 maio, 2010

a flor que seguras pode ser o teu rosto

After a shower
© SNA




hoje amanheci com uma flor na mão
não sei se as pétalas eram dedos ou sonhos que me afagavam o pensamento
hoje amanheci a luz de uma rosa senti uma mulher e a caligrafia de um rosto


Gisela Ramos Rosa, 29-05-2010


10 comentários:

myra disse...

maravilha das maravilhas, eu tambem gostaria de amanhcer assim:))) beijos imensos

Carmo disse...

Todos devíamos ter o direito de amanhecer assim, com pétalas a abraçar-nos, o mundo certamente seria melhor.
Beijinho Gisela

Leonardo B. disse...

[amanheceu na vida um pedaço de alma do mundo, que bem me parece haver sido resgatada do mundo que se transporta no sonho de cada homem... só assim a manhã, o possível rumor do dia, se completa e anuncia]

um incondicional
e imenso abraço, Gisela

Leonardo B.

Tânia regina Contreiras disse...

Amnheceu FOR-MÃO...há aí uma bela fusão!
Beijos, Gisela,
Tânia

Gisela Rosa disse...

Querida Myra, todos podemos amanhecer com bons pensamentos. A Myra é uma transformadora perfeita na sua criação...beijinho

Carmo obrigada pela sua visita e palavras, as pétalas são macias é verdade...

Leonardo são luminosas a suas palavras, parecem amanhecer também...


Sim Tânia é na mão que se opera a trans-form(a)-acção, a flor pode ser a essência...


Um abraço terno a todos

José Carlos Brandão disse...

Que belo amanhecer!
É preciso estar semrpe com os olhos abertos, com todos os sentidos abertos para a novidade da vida, para a manhã semrpe nova.
Um grande abraço.

Gisela Rosa disse...

Grata José Carlos por todas as suas palavras. Volte sempre. Um abraço.

Terra de Encanto disse...

Com palavras desenhas cada traço da flor, do rosto, das mãos que apoiam, acariciam, apoiam. Com palavras, desenhas uma manhã nova e luminosa.

Com uma palavra: obrigada!

avlisjota disse...

Desenhar um sonho com a fragância de uma rosa...

Bjs

José

betina moraes disse...

você tem estado perto da identidade dos rostos,

está próximo o dia em que serão desvendados por ti...

tenho tal certeza pela face de tua poesia.


um beijo.