17 novembro, 2009

Enceto então voos interiores para além do corpo,


Desenho de António Ramos Rosa, fotografia de Gisela Ramos Rosa


"Todo o lado interior é simultaneamente exterior. Basta que atravessemos o véu de Maia. Sem o rasgar."

José Manuel Vilhena, Aparecimentos,p. 9




* O título é da autoria de José Manuel Vilhena do mesmo texto acima referido.

6 comentários:

JMV disse...

Ah,obrigado por se lembrar de uma coisa já tão antiga.
um beijinho

myra disse...

so posso te dizer que admiro teu tio e voce por colocar estas lindas coisas, beijos,

betina moraes disse...

gisela,


minha admiração pela arte de seu tio é infinita, mais ainda quando é somada a ela a sensibilidade que você empresta ao registro de tamanha delicadeza.

tanto o título quanto o dizer tão profundo em filosofia transcendente, não poderiam aplicar-se melhor aqui e nem tão pouco ser de autoria menos importante do que a de JMV, ele é um grande observador da mágica escondida em coisas simples e exímio tradutor delas com as palavras.

seu blog é sempre um presente para mim!

um bejo!

Mory Córdoba disse...

Achei seu blg excelente!
Textos mto bons, fotos ainda melhores!
seguindo com certeza... :)
bjO!

Chris disse...

Foi uma honra conhecer o seu espaço, por isso coloquei-o em destaque no meu. Parabéns pelo post.
Um beijo
Chris

Luísa disse...

Sábio post!Oportuno!
Parabéns pela parceria!
O efeito final? BELO!!!
Beijinho terno