12 maio, 2009

Apesar de nós.

Rosa príncipe negro, fotografia de Gisela Rosa, Maio de 2009


Sabes leitor, que estamos na mesma página
E aproveito o facto de teres chegado agora
Para te explicar como vejo o crescer de uma magnólia.
A magnólia cresce na terra que pisas - podes pensar
Que digo alguma coisa não necessária, mas podia ter-te dito, acredita.
Que a magnólia te cresce como um livro entre as mãos. Ou melhor,
Que a magnólia - e essa é a verdade - cresce sempre
Apesar de nós.
Esta raiz para a palavra que ela lançou no poema
Pode bem significar que no ramo que ficar desse lado
A flor que se abrir é já um pouco de ti. E a flor que te estendo,
Mesmo que a recuses
Nunca a poderei conhecer, nem jamais, por muito que a ame,
A colherei.

A magnólia estende contra a minha escrita a tua sombra
E eu toco na sombra da magnólia como se pegasse na tua mão.

Daniel Faria, em Dos líquidos


* O título é um verso do poem de Daniel Faria...

7 comentários:

El Viejo @gustín disse...

DÁ TODA A IMPRESION QUE ESTA SELECCION, TRASCIENDE O LITERÁRIO Ao TEU, PESSOAL. É BELLISIMO. 1 BEIJO LINDA

alice disse...

gosto muito deste poema de daniela faria, gisela. deste de outros que este autor escreveu. um grande beijinho.

simplesmenteeu disse...

É nessa sombra invisível que os dedos se tocam e que os olhares se encontram.

É nessa sombra que crescem os afectos e estendem raízes.
E neste silêncio que nos fazemos palavra...

um abraço

Bradpetehoops disse...

So beautiful sketching and roses.

disse...

Gosto muito de Daniel Faria. A brevidade da sua vida ainda nos deixa mais surpreendidos com a maturidade e mística poesia...
Gostei de o ver recordado aqui.
Um abraço do Porto

JMV disse...

A fotografia é linda, com as pequenas folhas verdes ligeiramente desfocadas.E o poema.

um beijinho

(não tem que agradecer as minhas visitas ao seu blog. Tenho com ele uma relação afectiva e de lealdade como os tios antigos. Um pouco «démodée»,eu sei...

myra disse...

foto linda! palavras ainda mais!!!
um montao de beijos