18 abril, 2009

A realidade é uma passagem, como o tempo


Sonho, Caligrafia árabe de Lassaad Metoui, fotografia de Gisela Rosa


Segundo Zambrano, cada vida substancializa-se num argumento que consiste no desenrolar dos acontecimentos que permitem a realização da finalidade de que a vida está dotada. O argumento necessita de um futuro para se desenvolver, ou, mais precisamente, de uma abertura positiva ao horizonte de tempo futuro, por forma a permitir a vivência da esperança (que consiste num "vazio activo"), de tal modo que a pessoa, assim vitalizada, adquire força suficiente para se ocupar da realização ou cumprimento da sua finalidade-destino (N.T.) (Zambrano, p. 77).


...E há que despertar, ir despertando, o que significa ir despertando para o ser do seu sonho, despertar com ele. (Zambrano, p.70)

María Zambrano, O Sonho Criador, pp. 77 e 70



* O título deste post é baseado no mesmo livro.

12 comentários:

Marta disse...

Senti estas linhas como se fossem uma verdade que me habita, sem que nunca eu o soubesse experimir assim!

«O argumento necessita de um futuro para se desenvolver, ou, mais precisamente, de uma abertura positiva ao horizonte de tempo futuro,...».

Estou-lhe mesmo grata! Por este sentir. E pela imagem também! Muito bonito!

Gisela Rosa disse...

Marta! obrigada pelo seu comentário tão espontâneo, é fascinante ler Zambrano...um beijinho.

Henrique Dória disse...

Há que ir despertando, ir caminhando e sonhando caminhos

gisela rosa disse...

Caro Henrique sem o sonho nada se torna possível...

JMV disse...

Nunca me esqueço de uma frase escrita numa parede que dizia "Não há maior ilusão do que pensar que esta é a única realidade".

A caligrafia é , bem, sou louco por caligrafias...


um beijinho

Gisela Rosa disse...

JMV, costumo pensar sempre nisso... na possibilidade de transcender...de chegar a outros lugares e sair da esfera imaginária e (con)cêntrica que muitas vezes a cultura impregnada (en)gendra! bjs, volte sempre!

mateo disse...

É isso: ir despertando... ir despertando sempre... contra o sono.
Beijo.

Graça Pires disse...

Sempre o sonho a despertar o nosso querer. Gosto muito da María Zambrano. E de si Gisela. Um beijo.

mariab disse...

o sonho como despertar. um belo texto.
beijos

alice disse...

não conhecia esta autora e gostei muito de ler os excertos que a gisela escolheu e sobretudo do seu desenho que hoje é muito especial! um grande beijinho.

Victor Oliveira Mateus disse...

Uma visão dinâmica da realidade, do ser humano... "argumentos" que
constantemente se refazem no senda do futuro, futuro esse que, em Maria Zambrano, está sempre ligado
ã essa grande "metáfora do coração"... Texto mto bom o que
postaste!
Um grande abraço

Gisela Rosa disse...

Mateo, é bom despertar e ter consciência disso...e o sono apenas para re-acordar...um abraço!

Obrigada Mariab, volte sempre. beijinho.

obrigada alice. Gosto muito da clareza da palavra de María Zambrano. O desenho não é meu alice apenas o fotografei. Gosto muito de caligrafias. um beijinho e obrigada.

Victor, olá!
a vida é mesmo um argumento - sempre em movimento - Já li a Metáfora do Coração, é lindo! Um grande abraço para ti!