21 março, 2009

Uma pausa de luz

Desenho de António Ramos Rosa 2001

Desenho de António Ramos Rosa, fotografia de Gisela Rosa - 2009



Vegetações de relâmpagos,
geometrias de ecos:
sobre a folha de papel
o poema faz-se
como o dia
sobre a palma do espaço


Octávio Paz



* o título deste post é um verso da autoria de Octávio Paz

11 comentários:

JMV disse...

Uma "pausa de luz"!
Bom fim-de-semana.

um beijinho

mariab disse...

maravilhosa pausa neste início de Primavera! beijos

Te disse...

Viva a Poesia!!! Abraço de flores...

mateo disse...

Tomei mesmo como pausa... de domingo.
E com esta música... também pelas pausas... com percussões.
Beijo e obrigado.

Gisela Rosa disse...

JMV (com a luz)
mariab (com a primavera)
Te (com as flores)
Mateo (com percussões e pausas)

Neste espaço do poema a "forma" e a luz com a geometria dos vossos ecos,
a todos agradeço com um abraço fraterno!

alice disse...

que bonito conjunto, Gisela. gostei dos desenhos e das palavras :) continuação de um bom domingo e um beijinho.

Gisela Rosa disse...

muito obrigada Alice. Um beijinho

Henrique Dória disse...

O teu tio além de excelente poeta é um excelente desenhador.Beijos

Graça Pires disse...

A poesia faz-se com a luz e com as sombras, com as palavras e com os silêncios. "Como o dia
sobre a palma do espaço"... Belíssimo!
Um grande beijo, Gisela.

Elizabeth F. de Oliveira disse...

Adorei o poema! Inusitadamente poético.
Muito bom estar aqui.
beijo no coração

Gisela Rosa disse...

Henrique, os desenhos são poemas como diz o meu tio. Obrigada e um abraço!

Graça, a sua leitura, sempre cativante! Um beijinho

Que bom ter cá vindo Eizabeth, volte sempre, beijinhos