30 janeiro, 2009

"para ser feliz basta pouco"

Fotografia de Rui Manuel Machado Rodrigues, em http://olhares.aeiou.pt/new_look_foto2502162.html

"Eram muitas as crianças, todas sorriam, acenavam com as suas maõzinhas "chocolate", com a sua inocência, com as suas almas cheias de esperança, cheias de liberdade...Mas tu brilhavas no meio de todas, estavas bonita, com um cabelo magnífico,cativaste logo a minha curiosidade. Desculpa se te assustei, mas sabes como é um forasteiro, pasma-se com tudo o que vê. Porem, nem mesmo assim, deixaste de brilhar, no meio de tantas estrelas...Obrigado por me recordares, que para ser feliz basta pouco..."

Répública Democrática do Congo.
Zona de Inongo 08
em
http://olhares.aeiou.pt/new_look_foto2502162.html
* Agradeço ao fotógrafo Rui M.M..Rodrigues a cedência das suas imagens (e este texto da sua autoria) desta série de crianças do Congo que me fascinou.


"...este poema tem os olhos de uma lágrima
de um sorriso entre cabelos de chuva
e nós o abrimos como um fruto como um livro
e o povoamos como um pensamento solitário
que se embebeda na brancura
como o fruto de uma tristeza límpida
como um animal aberto pelo seu sopro vivo"

António Ramos Rosa, Vasos Comunicantes, p. 90, 2006

16 comentários:

mariab disse...

A foto está excelente. Um retrato magnífico. E é verdade que, quando contactamos com esta(s) realidade(s) percebemos como é necessário tão pouco para ser feliz. Coisa que vamos esquecendo nas nossas "civilizações" dominadas por estéreis consumismos.
Beijos e bom fim de semana.

Gisela Rosa disse...

mariab

obrigada pela sua passagem e pela sua fala que se junta às opções da minha fala. Este(s) rosto(s) questina(m) o fotógrafo e questionam-nos profundamente. Por isso as escolhi. um beijo e obrigada!

adelaide amorim disse...

Gisela, seu blog já está nos meus favoritos. As fotos e os poemas são belíssimos. Obrigada pelo carinho.
Beijos

Gisela Rosa disse...

adelaide amorim, obrigada pelas palavras, os seus espaços cruzam também o meu itinerário virtual. Foi a Graça que me levou até si. Um grande abraço será sempre bem-vinda.

Marinha de Allegue disse...

As palabras axeitadas e contundentes a imaxe total. Gustoume este post!!.

Unha aperta Gisela Rosa.
:)

Gisela Rosa disse...

Marinha de Alegue, me desculpe, mas adoro as suas "imaxes" "axeitadas" "contundentes" e "totais" a sua grafia altera a minha percepção, muito obrigada pela sua visita, pelo seu aperto, Gisela

Pedro S. Martins disse...

Ler horizonte a ocidente apenas vem reforçar a ideia que antónio ramos rosa precisava de tanto mais carinho de Portugal.

Um grande, grande senhor.

romério rômulo disse...

gisela:
cheguei aqui pela adelaide amaral.
espaço forte,o seu.
romério

Gisela disse...

Caro Pedro tem toda a razão, vinco aqui o horizonte a ocidente de algumas crianças como as aqui retratadas. Apesar de neste último post o poema de António Ramos Rosa ser de Vasos Comunicantes e não de Horizonte a Ocidente. Obrigada pelo comentário.

Gisela disse...

Obrigada Romério pela sua visita e palavras. sempre bom receber um eco desses. E vindo de quem vem...Um abraço este espaço é seu também.

Te disse...

A Arte pode-nos salvar do cinzento dos dias. A poesia e a fotografia são um mix perfeito para acordar em nós a Esperança. E é preciso tão pouco...
Obrigada Gisela pelo seu carinho e intuição. Abraço do Porto

Gisela disse...

Te, em situações de conflito interior/exterior, só a arte e o amor nos salvam. As suas imagens são claras, pacíficas. Eu é que lhe agradeço a visita, Um abraço Te

Vieira Calado disse...

Passei para ler as novidades e desejar bom resto de fim de semana.

Maria Papoila disse...

Para ser Feliz...basta querer ser e acreditar que já se é ao imaginar!

Mil sorrisos :) Adorei!

Gisela Rosa disse...

Vieira Calado, é sempre bom recebê-lo.

Maria Papoila, acredito nas suas palavras e gostei da sua visita,


Um abraço aos dois

myra disse...

esplendida foto e palavras!
mais beijos