28 julho, 2010

...a possibilidade do sol

Red line
© Izidor Gasperlin



Sempre que te encontro acordo a possibilidade do sol poder atravessar os campos da pele e da palavra.....uno-me lentamente aos rumores, aos sons entoados como gestos leves de silêncio que fixo ao olhar.....estendo-me a um campo que espera que eu nasça no meio da palavra como um fruto secreto.....separo o mistério da sede... escrevo com a palavra que povoa o teu nome...

Gisela Ramos Rosa, 28-07-2010



20 comentários:

Leonardo B. disse...

[todo o nome da luz que procura uma mão poeta onde se abrigar, esse campo indefinido da matéria, sempre presente]

um imenso abraço, Gisela

Leonardo B.

AC disse...

O teu nome não é um nome. São mais de mil, reflexo da essência que passa para lá da fronteira onde as coisas fazem sentido. E que, depois de absorvida, passa, finalmente, a ser só um. O primitivo.

Beijo

Lara Amaral disse...

Os sentidos aqui despertam-se, toda possibilidade torna-se mais que viável!

Beijos.

Tania regina Contreiras disse...

...campos da pele...Muito belo, Gisela...
Abraços,
Tânia

Jose Alba disse...

Toda una belleza de colorido buena toma. Un abrazo

myra disse...

sempre belas as tuas palavras!!!!!!!!!! e a foto nao somente é linda mas està de acordo com as palavras. Como gosto de vir te ver!!!
beijos

Graça Pires disse...

Uma fotografia que nos diz que o sol pode atravessar os campos da pele e da palavra... Uma beleza!
Um grande beijo.

Primeira Pessoa disse...

povoas-me com a sua poesia, Gisela.
e esta labareda de flores?

beijão,
roberto.

Flor de Lys disse...

"A possibilidade do sol" torna-se a realização de impossíveis, apenas alcançados pela língua do ser feito alma em carne crua...

Belos escrito... poucas palavras, porém incisivas.

Abraço!(gosto de ler-te)

http://floresdevenus.blogspot.com/

Mar Arável disse...

Na terra

os teus cabelos

penteados

João Menéres disse...

Uma fiada de papoilas entre um imenso campo de alfazema.
É como A MATRIZ DOS SONHOS:
Um raro e colorido blogue entre uma imensidão de outros.


Um perfumado beijo, querida GISELA.

Ana Oliveira disse...

Como semente que aguarda a chuva para germinar e sonha com ser flor...

Lindo

Um beijo Gisela

Dédalus disse...

Son preciosas las fotografías, Gisela.

Beijinhos.

Malu disse...

Entre os campos de alfazema,banhados pelo Sol, teu nome tem cheiro de flor, mais que liláses...
Beijinhos, amiga

Canto Turdus Merula disse...

... muito bonito
... cheio de interioridade


fruto decerto secreto
só pode ser decreto de um extraordinário mistério
que é nascente em mãos, a poesia em alma

livia soares disse...

Muito interessante.
Um abraço.

anna serrat disse...

el Sol es fuente de luz y de belleza. Que maravilla !!
Un abrazo, anna

anna serrat disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Chris disse...

E nesse mistério de sede, a poesia poderá ser essa eterna possibilidade de... sol.
Um beijo
Chris

avlisjota disse...

Sempre que te encontro à a possibilidade de usufruir da tua luz, do teu silêncio, do teu olhar...
Espero o teu nascer em mim...

Bjs Gisela e boas férias!

José