03 junho, 2010

concise nature

Repose
© Stephen Edds

5 comentários:

Malu disse...

Uma frágil imponência.
Belíssima imagem.
Beijinhos

Gisela Rosa disse...

sim, foi essa imponência ainda que em repouso que me prendeu à imagem.... a natureza é mesmo assim, bela! Um beijo e obrigada

Paulo Tamburro disse...

GISELA,

não conhecia seu blog e estou , absolutamente, recompensado e agradecido, por ter passdo aqui.

O TEMPLATES é lindíssimo, talvez um dos mais belos que já ví em blogs.

Eu gosto muito dos felinos, selvagens ou domésticos.

Os grandes felinos, estão no topo da cadeia alimentar e só o homem consegue suplantar-lhe, pois são os predadores mais implcáveis.

No entanto, morte e a vida, caminham junto com todos nós, com diferenças, no entanto, bastante sutis.

Pois,estes imensos e ferozes felinos selvagens só caçam para se alimentar, pela sobrevivência.

Já os seres humanos , são os únicos animais que matam por diledantismo, diversão e passatempo.

Veja, por exemplo, os execráveis tiro aos pombos, a caça a raposa, e estamos falando de nobres humanos e seus brazões de família respeitabilíssimas.

Pobre ser humano!

Fiquei admirando o olhar de majestade deste felino, sua postura altiva, talvez atento a uma caça,quem sabe?

E seu pêlo desenhado, como se fosse bordado pelas rendeiras de Bilros!

Invejo os predadores irracionais e estou de saco cheio dos irresponsáveis e racionais seres humanos e suas bagagens culturais inúteis que, só lhes alimenta, isto sim ,a devassidão dos costumes e as matanças indiscriminadas nas guerras fratricidas, tendo como pretexto, qualquer coisa.

Parabéns pelo blog.

Um abração carioca e fique com Deus!

myra disse...

belisssssima foto, e adorei a cançao...dà saudades e beijos

Gisela Rosa disse...

Paulo realmente este felino é lindo e não perde seu porte ainda que em repouso....muito obrigada por todas as suas palavras, ....sim concordo com o haver predadores irracionais que têm como pretexto qualquer coisa mesmo sem objectivo último ....


Volte sempre,


Myra fico muito feliz que tenhas gostado. Um beijo terno