23 janeiro, 2010

com as palavras acaricio o Sol

Sunrays
© Gary Pope



com as palavras acaricio o Sol
e os gestos nascem
como os da corola de um girassol



Gisela Ramos Rosa, Vasos Comunicantes, Diálogo poético com António Ramos Rosa, p. 113

18 comentários:

.Leonardo B. disse...

[assim se entende o infinito; cor, gesto, voz, dentro da palavra]

um imenso abraço, Gisela

Leonardo B.

Selena Sartorelo disse...

Olá Gisela,

Tenho esse péssimo ábito de escrever para as artes que me fascinam. Travo dispustas interiores que consomem a razão sendo vencida pela necessidade de escrever esse sentir.
Disse um dia que não são minhas que as palavras são do mundo e por isso atrevo-me assim.
Mas aqui diante de tanta beleza apenas confesso.

Gostaria muito de saber se posso copiar essa foto para colocá-la em meu blog, com os devidos créditos evidentemente?

Beijos,

betina moraes disse...

gisela,


o poeta se aproxima da perfeição quando a palavra vira ação...

sua poesia é sempre surpreendente para mim

um beijo.

Lídia Borges disse...

Imagens, música , cor e palavras que tocam o sol.

Lindo!

L.B.

João Menéres disse...

Quanta exuberância aqui colocaste nas palavras que comunicam através dos vasos luminosos que um diálogo com o teu Tio permitem!

(E fantástica a pontaria na selecção da imagem do Gary Pope).

Um beijo.

José Carlos Mendes Brandão disse...

Lindo, Gisela. O poema, o sol, as cores. A vida no espelho da beleza.
Beijo.

Serge Cornillet disse...

Hermoso blog.
Saludos,
Serge

C. disse...

Continuo deliciada com as minhas visitas a este espaço.
Pela dimensão estética e humana, pela subtileza, pelas escolhas musicais, sei lá.
Passei-lhe um prémio: o de blogue de qualidade. Está no "marcas d'água", caso queira recebê-lo e aceitar o desafio. Foi uma escolha minha, e foi genuina.

Beijinho de parabéns.

tonhOliveira disse...



Muito bom isto aqui Gisela!

Voltarei mais vezes.

Abraços!

Mar Arável disse...

As palavras são seres vivos

só precisam de um sopro

para voar

myra disse...

mil vezes é ainda pouco!!!! esta imagem é um verdadeiro poema!!!!
adoro este lugar, e beijos cheios de admiraçao,

Marta disse...

tão lindo!
como sempre, querida Gisela :)

bjo

Carmo disse...

Gisela como sempre é um prazer vir aqui

beijinhos

Carmo

William Alexander López disse...

Es una imagen preciosa con esos rayos de luz acompañadas de esas palabras .
Te dejo mis saludos y un fuerte abrazo

Fabrício Santiago disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do blog Seara de Versos. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Eu sei que é ridículo da minha parte te mandar essa propagando control c control v, mas sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas no blog da Lídia Borges, ela inclusive é seguidora do meu blog, claro que ela faz isso mais por gentileza do que pela qualidade do meu texto, mas estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs


Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.


Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.


Abraços

http://narroterapia.blogspot.com/

myra disse...

bom dia, e beijosssssssssss

Analuka disse...

Que lugar fantástico!!! Tudo delicioso, encantador, delicado por aqui. AS imagens, as letras, os sons... Vou adicionar à minha lista de endereços, para voltar outras vezes. Abraços alados azuis!!!

myra disse...

sempre lindo teu dialogo com teu tio, beijos