07 outubro, 2009

os liames da fala


EXIT
© Patricia Sweeney


Todos os nomes todos os dias
as coisas dispostas
num tabuleiro de paixões que construímos
com a sublimação da pele e do sentido
combinando os liames da fala
às vezes muda às vezes surda
e os braços articulando emoções

com as mãos tocando
tédios, paixões
dias, anos
Vida


Gisela Ramos Rosa

12 comentários:

Graça Pires disse...

As mãos côncavas a todos os fascínios...
Um beijo, Gisela.

JMV disse...

"com as mãos tocando
tédios, paixões
dias, anos
Vida"
Esta fotografia toca-me,como o pedaço de texto que transcrevi.Ambas falam de toda a gente.É bom conseguir isso.
um beijinho

Paulo disse...

Lindíssimo. Parabéns.

ellen disse...

Grande poetisa tu me saíste :)

...quem sai aos seus não degenera né?

Beijinhos

Sonhadoremfulltime disse...

Simplesmente belo.

Tardei em encontrar este maravilhoso espaço que é um bálsamo`aos olhos e ao espirito.

João Menéres disse...

"às vezes muda às vezes surda"...
..."com as mãos tocando...
....Vida"

E há sempre uma saída apontada.
É para esta MATRIZ !

Pegando na Ellen, digo:
...não é de GENEBRA!


Tudo é de SONHAR!
Fantástica a imagem escolhida, GISELA!

Um beijo.

milhita disse...

Somos tão mais que palavras e porém, as palavras dão-nos vida..
Gostei muito

JOSÉ RIBEIRO MARTO disse...

este poema é belíssimo , esta música é agradável , esta fotografia tem cores extraordiariamente belas ....
grande abraço
___________ JRMARTO

Murilo Hildebrand de Abreu disse...

E, como uma mandala tibetana, chega o novo momento e desfaz tudo...

Belíssimo poema.

Abs,

Murilo

Marcelo Novaes disse...

Gisela,





Fala esculpida como Ballet: música-em-movimento. Incluindo pausas.






Beijos,






Marcelo.

Ianê Mello disse...

Agradeço sua visita e fico feliz que me acompanhe pelos labirintos de minh'alma.
Fique à vontade para enriquecer meus poemas com suas impressões e sentimentos.

Quanto a mim, já estive por aqui de passagem e gostei muito do que vi. Agora me detenho um pouco mais.

Bela construção poética. Ritmada e precisa.Parabéns!

Beijos.

Marta disse...

mais um momento, querida Gisela, que nos fica na alma.

tão bom.

beijinho