16 setembro, 2009

Há Muito



In the round
© Dominic


Há muito que deixei aquela praia
De grandes areias e grandes vagas
Mas sou eu ainda quem na brisa respira
E é por mim que espera cintilando a maré vaza


Sophia de Mello Breyner Andresen
Mar, Antologia, p. 110

11 comentários:

JMV disse...

Belíssima associação.
Muito obrigado pela visita e palavras.
um beijinho

El Viejo @gustín disse...

Hermosas palabras.
1 beso

João Menéres disse...

Belíssima imagem para ainda mais espantosas palavras da eterna Sophia.

Como vale a pena aguardar as tuas postagens, GISELA!

Um beijo.

betina moraes disse...

gisela,

sophia é, na minha opinião, a pessoa que mais mergulhou na imensidão do mar.

ela é incomparável na navegação dos mistérios e urgências marítimas.

que bela imagem...

um beijo.

Graça Pires disse...

"E é por mim que espera cintilando a maré vaza"
A Sophia falava do mar como só ela...
Um grande beijo.

milhita disse...

Gosto de ler, das palavras que aqui deixas com alma.

Ofereci-te uma prenda, sentida, guarda e reenvia.
Podes recolhê-la no meu blogue
Um abraço

Marta disse...

por muitos motivos, Gisela
hoje
adormeceria aqui. nesta paz.

um beijo

João Menéres disse...

Que desejo lindo o da MARTA. não é GISELA?

Um beijo para as duas que tanto me enriquecem.

ellen disse...

Adoro Sofia :)
e a imagem é linda com esse poema dela.
Beijinho e a ver se vamos tomar um cházinho :)

C. disse...

A Sophia sabia que deixamos sempre um pedacinho de nós nos locais que amamos. E aos quais, por isso, ansiamos voltar.

O búzio foi excelentemente escolhido. Pelas ressonâncias.
:-)
Beijinho

Dalton França disse...

Gisela, apesar da redundância, faz-se oportuno concluir que uma inusitada imagem vale por um belo poema. E é isso que aqui você reafirma com maestria. Parabéns!
Um beijo!