30 agosto, 2009

um lugar em que me encontro

Desenho de Gisela Ramos Rosa, tinta da china em papel


"Mesmo que o nosso querer seja pequeno: Deus está a amadurecer."

Rilke


Se deus for este lugar
interior em que me reconheço
tu és o prolongamento exterior
desse lugar
em que o meu olhar recai

E a existência sem existência
prolonga-se na incerteza
de todos os conceitos e limites
porque tu és parte
do que não podes ver
porque se deus for este lugar interior
em que me reconheço

Tu és o nome e o tempo
de tudo o que me pode configurar

Gisela Ramos Rosa, Agosto de 2009

11 comentários:

ellen disse...

lindo Gisela! :)
Beijinho

Lídia Borges disse...

Harmonia e beleza nas suas palavras.

Um beijo

El Viejo @gustín disse...

Guauuuuuuuuuuuu
Que lindo ser destinatario de esos sentimientos.
beijinhossssssssss

João Menéres disse...

Muito bom o teu desenho.
Se me permites, da tua poesia, destaco o final:
"Tu és o nome e o tempo
de tudo o que me pode configurar"

Filha (?) de peixe sabe nadar, não há dúvida.

Um beijo.

Gisela Rosa disse...

Ellen, obrigada, volta sempre. beijinhos

Lídia, é sua a sensibilidade. Um beijinho

Viejo, el destinatário es tudo o que puedes imaginar...gracias, un abrazo


Caro João Menéres, estou-lhe grata pelas visitas e palavras, obrigada. Sou sobrinha do poeta, mas é como se fosse meu pai também. Um abraço

Dalton França disse...

Magnífico poema, Gisela!
Estreita-se com uma contundente frase de Nietzsche: "Só acredito num Deus que saiba dançar!"
Por isso, reconheço Deus nesses seguros traços e nessas intrigantes nuances do lilás.
Parabéns pela arte! Um beijo!

Gisela Rosa disse...

Dalton, me encantei com suas palavras, obrigada por se reconhecer na expressão de um "Deus que saiba dançar" como Shiva, que dançava dentro de um círculo de fogo indo além do mundo das aparências, vencendo a ignorância interior...as nuances do lilás aconteceram por acaso, como tudo de interessante na vida. Um abraço amigo

Marta disse...

Gisela, obrigada! Muito obrigada.

tão absolutamente bom. o que me fez sentir.


beijinho

Gisela Rosa disse...

é bom o sabor (saber) do seu retorno Marta. Obrigada. Um beijinho

avlisjota disse...

Dogmas, crenças, essências vazio espiritual, personificação interior, exteriorização do "eu" existêncial... Configuração divina...

Se Deus está em mim, eu estou em Deus e o personifico.

É arte...

José M. Silva

Gisela Rosa disse...

Caro José Silva, as suas palavras continuaram o meu poema. Obrigada pela reflexão. Uma análise dinâmica do encontro do Eu consigo próprio e com o que o rodeia. Muito obrigada e parabéns por sua excelente pintura. Um abraço