25 fevereiro, 2009

O rio do mundo

António Ramos Rosa, fotografia de Gisela Rosa, Setembro de 2008



Através de ti passa el rio del mundo, las cabezas, los brazos, las perspectivas, las bocas...
..Tu liberdad es la música blanca del vacio.

Através de ti passa o rio do mundo, as cabeças, os braços, as perspectivas, as bocas...
...A tua liberdade é a música branca do vazio.

António Ramos Rosa, in Três lições materiais

7 comentários:

João disse...

... não o sinto... mas procuro-o. Não para que passe em mim, antes para o navegar em busca dessa liberdade, cuja melodia me preencha o vazio.

mateo disse...

e
se nesse "ti"
eu descobrisse os teus olhares
verdes e azuis?
Bj.

alice disse...

tornou-se irresistível visitá-la, Gisela. As suas fotografias são encantadoras. Revelam a poesia no olhar no autor e nas suas palavras. Um grande beijinho.

O'Sanji disse...

O mundo que se sente em liberdade, em tons de azul ou verde... tanto faz! Desde que livre.

Beijo

Anónimo disse...

(…)As excelentes fotografias fazem perguntas, não dão respostas...
Assim é, de facto.

um beijinho
José

Gisela Rosa disse...

João, "tu liberdad es la musica blanca del vacio"! E como é bom senti-la! Muito obrigada pelas suas palavras.


Mateo, é bem possível que meus olhares estejam nesse "ti" como o seu também estará e o de todos que por aqui passaram e leram estes versos, e viram o olhar do poeta. Obrigada!


Alice, agradeço de coração as suas palavras sempre tão sensíveis. Eu gosto muito de fotografar o meu tio. Eu gosto de descobrir o meu tio, ele é um mundo precioso como já tive a oportunidade de dizer antes. Um grande beijinho para si também.


O´Sanji que bom ler suas palavras nelas reconhecendo a minha liberdade. O poeta tem-me ensinado a ser livre, em tudo o que faço...


José, que bom ter cá passado. O poeta merece as suas palavras. Volte sempre, Um grande abraço!



Um abraço com ternura para todos!
Gisela

myra disse...

olhar maravilhoso,,,,comovente...
beijos minha querida,